top of page

Como usar a marcha do carro corretamente?


A função do câmbio do carro é obter o melhor equilibro entre força e velocidade, conforme a necessidade do veículo no momento. Através desse sistema de engrenagens a potência do motor é repassada para as rodas do carro. Sendo assim, as marchas servem para multiplicar a força ou velocidade vinda do motor permitindo que o carro vença obstáculos mais elevados.


Marcha alta x marcha baixa: o que isso quer dizer?

A marcha de carro pode ter duas classificações: marcha mais baixa e mais alta. Cada uma dessas denominações tem um por que. É importante lembrar que essas definições não servem para carros automáticos, que têm letras como indicativos e fazem as mudanças automaticamente, como o próprio nome sugere. As marchas baixas são denominadas do seguinte modo: ré, primeira, segunda e terceira marcha. Elas são chamadas marchas de carro pesadas, porque exigem menor potência do veículo, deixando-o mais pesado. Além disso, são mais fáceis, por exemplo, para manobrar e entrar em curvas, assim vão exigir mais giros de volante. Já as mais altas são compostas pela quarta e quinta marcha. Elas também podem ser chamadas marchas leves, pois quando elas estão sendo utilizadas, o motor tem mais giro, o carro vai pedir mais velocidade e, consequentemente, ficar mais leve. É bom entender que a marcha alta é mais difícil de ser manobrada. Nas curvas, por exemplo, o carro fica mais vulnerável e irá exigir menos giros de volante. Como foi possível ver é preciso ficar atento em relação às trocas de marcha de carro, uma vez que, sua má utilização pode trazer danos para seu veículo. Desse modo, ao saber exatamente quando usá-las você conserva seu automóvel e a sua vida útil.


Quando trocar a marcha de carro?

Quando se fala em marcha de carro, o assunto é um pouco delicado. Detalhamos abaixo um pouco sobre quando trocar a marcha com o carro em alta velocidade, ou quando o carro está diminuindo sua velocidade. O conta giros, um item que está presente no painel do carro e que possui, geralmente, uma faixa vermelha, que quando sinalizada próxima ao número sete ou oito, é considerada um indicativo do limite de rotação máxima de trabalho do motor. Quando o ponteiro começa a passar desse ponto vermelho, o motor do carro está sofrendo com os primeiros danos devido a má utilização da marcha de carro. Entender que a marcha deve ser trocada antes disso é fundamental para que problemas não sejam causados no motor e nem na embreagem. Vale lembrar também que fazer a mudança no limite só deve acontecer caso o carro esteja em alta velocidade, em uma estrada ou rodovia, por exemplo. Essa não é uma situação típica ou habitual nas cidades e trânsito diário. Sendo assim, deve-se evitar acelerações que atinjam a faixa vermelha de rotações.


E se o meu veículo não tiver conta giros, o que fazer?

Mesmo que esse seja um item que esteja presente em muitos carros, o conta giros não é unanimidade e pode não estar presente no modelo do seu carro. Nesse caso, a solução é, basicamente, usar a audição e sentir essa necessidade de troca de marcha.


É um som bastante perceptível, principalmente, para quem está acostumado a dirigir rotineiramente, quando o carro pede a subida de marcha. Assim que o motor começa a fazer um barulho excessivo e não apresenta nenhum ganho de velocidade, chegou a hora de passar a marcha e dar mais leveza à direção.


Qual a velocidade exata para trocar a marcha de carro?

Só pode variar bastante de modelo para modelo, ainda mais quando há variação na potência, seja ela 1.0, 1.6 ou 2.0. Normalmente, para carros 1.0, a velocidade de cada marcha é a seguinte:

1ª marcha – motorista pode andar até 20 km/h.

2ª marcha – trafegar com o carro entre 40 km/h.

3ª marcha – entre 40 km/h e 50 km/h.

4ª marcha – uma velocidade confortável para o carro é 60 km/h.

5ª marcha – habitualmente utilizada em estradas e em alta velocidade, não há uma regra específica de quando engatá-la, no entanto, recomenda-se após 60 km/h, pois senão o carro tende a perder muita força ou, em um caso mais extremo, fazer muita força para chegar até essa quilometragem.

Para ter certeza da velocidade exata para trocar a marcha é importante conferir o manual do proprietário do veículo.

.

Nós do Dedé Autopeças estamos preparados para te auxiliar na compra das peças do seu carro. Temos de A a Z, para veículos nacionais e importados. Siga seu destino com segurança!


Comments


bottom of page