top of page

Qual a sua importância e o que é o sensor de rotação?


A principal função do sensor de rotação é medir a velocidade de rotação do motor (RPM), por meio de pulsos digitais captados em outra peça importante para o carro, à roda dentada do virabrequim, que a repassa para a central.


O que é o sensor de rotação?

O sensor de rotação é um componente essencial no sistema de injeção eletrônica do carro. Tão fundamental, que, em alguns modelos o carro pode parar de funcionar se a peça estiver com problemas. Com o fim dos distribuidores, o sensor de rotação começou a ganhar relevância para os carros. Ele se tornou responsável por enviar os pulsos negativos para a central da injeção do automóvel, funcionando como um imã enrolado a uma bobina dentro de um recipiente cilíndrico e selado. Por isso, é importante fazer manutenções preditivas e preventivas não somente no sensor de rotação, mas em todas as peças do carro, evitando problemas graves e uma fortuna em gastos com reparos no veículo. E, por falar em cuidados importantes com o carro como a manutenção periódica, não podemos nos esquecer da melhor maneira de proteger o veículo: fazendo um seguro auto.


Como funciona o sensor de rotação?

O sensor de rotação informa para a unidade de comando eletrônica a rotação e a posição instantânea do virabrequim. Em termos técnicos e mecânicos, essa é a parte mais importante do funcionamento do carro. Esse processo de troca e envio de informações é considerado tão importante, porque é nesse momento que a unidade de comando do motor realiza o cálculo do momento exato da injeção eletrônica começar a realizar o seu trabalho. Por isso, o sensor de rotação é uma peça vital para o funcionamento do motor do carro. O Uno é um exemplo emblemático do tipo de carro que não irá funcionar se essa peça não estiver em seu perfeito estado.


Como identificar possíveis problemas no sensor de rotação?

O sensor de rotação é uma peça muito particular no que diz respeito a solução de problemas, pois em quase todos os casos, a troca é a única saída possível. Entretanto, alguns procedimentos podem ser tentados antes de ter que recorrer à substituição da peça. A primeira saída é inspecionar as tomadas ou plugues que existem no caminho até a central de injeção. Pode ser que haja algum tipo de mau contato nessas partes que possa estar interferindo no bom funcionamento do sensor. Além disso, o excesso de sujeira na ponta do sensor de rotação, principalmente para quem costuma andar em terrenos diferentes, como barro e terra, pode paralisar ou até mesmo estragar esta peça. Esse tipo de defeito pode fazer o motor do carro não funcionar, como se estivesse apresentando pane seca por falta de combustível. Em alguns casos mais específicos, o motor pode funcionar momentaneamente até desligar depois de alguns minutos. Outro sintoma de que o sensor de rotação pode estar com problemas é quando a rotação do motor fica irregular.

Nós do Dedé Autopeças estamos preparados para te auxiliar na compra das peças do seu carro. Temos de A a Z, para veículos nacionais e importados. Siga seu destino com segurança!



Comments


bottom of page