top of page

Algumas razões para o superaquecimento de automóveis!


Como o nome sugere, o superaquecimento acontece quando o motor é sofre com aumento de temperaturas a um nível em que ele não foi projetado para suportar. Mesmo que ao longo dos anos os motores tenham ficado cada vez mais duráveis e com um desempenho melhor, esse é um dos problemas que ainda assustam e podem causar graves danos ao veículo. Um dos maiores problemas do superaquecimento do motor é que, ao rodar com frequência nessas condições, outras peças do automóvel são prejudicadas, como radiador, selos e juntas. Um possível dano é ter a junta do cabeçote queimada ou rachada, o que pode fazer com que o líquido de arrefecimento vaze. Os cilindros também têm chances de sofrerem, pois as altas temperaturas podem entortá-los e causarem uma dor de cabeça e tanto ao proprietário do veículo.

Principais razões para o superaquecimento do motor:

. Baixo nível do líquido de arrefecimento

Esta é uma das principais causas para o superaquecimento do motor. Como sua função é exatamente manter a temperatura do motor a uma temperatura regular, se ele não estiver com a quantidade que deveria, o calor começa a aumentar e tomar conta. Para que esse não se torne um problema irreversível ou de difícil solução, o ideal é verificar periodicamente se o seu nível está regular. Caso não esteja, é preciso preencher seu reservatório e ficar de olho para que não aconteça novamente. Quando for verificar ou preencher o reservatório do líquido de arrefecimento, procure um mecânico de sua confiança. Checar por conta própria pode ser perigoso, bem como colocar a proporção errada de aditivo junto à água. Não fazer da maneira correta pode prejudicar o motor.

. Defeito no termostato

O termostato é responsável por controlar as temperaturas do automóvel, e seu objetivo é mantê-las em um nível que seja adequado para o que as peças foram projetadas para suportar. Se ele não funcionar corretamente, fará a leitura errada dessas temperaturas e, consequentemente, enviará informações erradas ao motor. Isso fará com que, por exemplo, não seja necessária uma refrigeração adicional, quando na realidade o calor está bem acima do que deveria. O que acontece neste tipo de caso é que o calor continua a aumentar, o motor superaquece e tanto o líquido de arrefecimento, que não é liberado, quanto o ventilador do radiador, que não é acionado, deixam de entrar em ação para regular as temperaturas, o que pode causar danos ao veículo. Uma vez identificado esse problema no termostato, ele precisa ser trocado o mais rápido possível.

. Baixo nível de óleo

Um dos benefícios do óleo é que ele também tira calor do motor quando está em níveis adequados. Portanto, rodar com este líquido abaixo do recomendado pode contribuir para o superaquecimento desse componente. Além dos danos que as altas temperaturas causam, outros problemas podem surgir, como o desgaste demasiado de determinadas peças por não estarem lubrificadas como deveriam.


Para não deixar o veículo ser danificado por problemas como estes, é importantíssimo realizar a troca do óleo dentro dos períodos indicados pelo fabricante do carro. Além disso, é essencial ficar de olho na qualidade do lubrificante, pois se não for adequado, as peças podem desgastar-se excessivamente da mesma forma e prejudicar o funcionamento do automóvel.

.

.

Nós do Dedé Autopeças estamos preparados para te auxiliar na compra das peças do seu carro. Temos de A a Z, para veículos nacionais e importados. Siga seu destino com segurança!


Comments


bottom of page